Pages

quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Se eu morrer antes de você





                               Tirei daqui


Se eu morrer antes de você, faça-me um favor. 
Chore o quanto quiser, mas não brigue com Deus por Ele haver me levado. 
Se não quiser chorar, não chore. 
Se não conseguir chorar, não se preocupe. 
Se tiver vontade de rir, ria. 
Se alguns amigos contarem algum fato a meu respeito, ouça e acrescente sua versão. 
Se me elogiarem demais, corrija o exagero. 
Se me criticarem demais, defenda-me. 
Se me quiserem fazer um santo, só porque morri, mostre que eu tinha um pouco de santo, mas estava longe de ser o santo que me pintam. Se me quiserem fazer um demônio, mostre que eu talvez tivesse um pouco de demônio, mas que a vida inteira eu tentei ser bom e amigo. Se falarem mais de mim do que de Jesus Cristo, chame a atenção deles. 
Se sentir saudade e quiser falar comigo, fale com Jesus e eu ouvirei. Espero estar com Ele o suficiente para continuar sendo útil a você, lá onde estiver. 
E se tiver vontade de escrever alguma coisa sobre mim, diga apenas uma frase : ' Foi meu amigo, acreditou em mim e me quis mais perto de Deus !' 
Aí, então derrame uma lágrima. Eu não estarei presente para enxugá-la, mas não faz mal. 
Outros amigos farão isso no meu lugar. 
E, vendo-me bem substituído, irei cuidar de minha nova tarefa no céu. Mas, de vez em quando, dê uma espiadinha na direção de Deus. Você não me verá, mas eu ficaria muito feliz vendo você olhar para Ele. 
E, quando chegar a sua vez de ir para o Pai, aí, sem nenhum véu a separar a gente, vamos viver, em Deus, a amizade que aqui nos preparou para Ele. 
Você acredita nessas coisas ? Sim??? 
Então ore para que nós dois vivamos como quem sabe que vai morrer um dia, e que morramos como quem soube viver direito. Amizade só faz sentido se traz o céu para mais perto da gente, e se inaugura aqui mesmo o seu começo. 
Eu não vou estranhar o céu . . . Sabe porquê ? 
Porque... Ser seu amigo já é um pedaço dele !

 Vinícius de Moraes . Se eu morrer antes de você

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

XX EXPOAGNES 2012 - "Conecte-se por um mundo melhor"

Oi, Turminha!

Parabéns a todas as equipes que participaram desse grande desafio que é a EXPOAGNES. Temos sempre muito trabalho: o desenvolvimento da pesquisa científica, a elaboração do relatório final, a concretização do trabalho para apresentação na feira de conhecimentos, vencer o medo de apresentar o trabalho em público. É... São etapas difíceis, mas vocês conseguiram . Obrigada!

"A instrução é um esforço admirável. Mas as coisas mais importantes da vida não se aprendem, encontram-se. "
                                                                 (Oscar Wilde)

A CIDADE DO FUTURO

Esta Turminha falou sobre "New Songdo, uma cidade que já está em construção na Coreia do Sul. A inauguração está prevista para o ano de 2015. O planejamento da cidade é liderado por John Kim – ex-projetista-chefe do Yahoo! – e reúne, no mesmo lugar, um pólo econômico, sustentável, tecnológico, confortável e totalmente planejado. Tudo se junta no que promete ser a comunidade mais dinâmica, vibrante e digitalizada de todo o planeta."


Leia mais em: http://www.tecmundo.com.br/historia/2662-a-cidade-do-futuro-esta-em-construcao-na-coreia-do-sul-.htm#ixzz2AiSu1y9f

 A Turminha: Rodrigo, Kennedy Cavalcanti , Douglas Sousa , Isadora , Layse Nayara, Ketylen Gomes


CULTURA POR UM MUNDO MELHOR: O Brasil e a Copa

Esta turminha apresentou os benefícios que a copa do mundo trará ao Brasil, trataram de aspectos como infraestrutura, turismo, consumo, visibilidade internacional, fortalecimento do "orgulho nacional", sustentabilidade, mobilidade urbana, etc.

 A Turminha: Tifany Simões, Mariana D' Almeida, Pedro Henrique, Thalyta Alves, Beatriz Roberta, Beatriz do Nascimento.


FACEBOOK: Uma arma em nossas mãos

Esta turminha explanou  sobre o Facebook,  um website de relacionamento social - lançado em 4 de fevereiro de 2004, fundado por Mark Zuckerberg - um ex-estudante de Harvard. Inicialmente tinha como alvo apenas os estudantes da universidade Harvard, mas progressivamente foi permitindo a inscrição de estudantes de outras escolas até que em 2006, estava disponível para todos.  "Hoje o Facebook é uma rede social que reúne pessoas a seus amigos e àqueles com quem trabalham, estudam e convivem." Mas nem sempre essa ferramenta é utilizada de forma correta e logo surgem os perigos na  rede.


A Turminha: Ruth Pernambuco, Letícia Vera Cruz, TThalyta Brasileiro, João Rhaciny, Jéssica Gabriela, Maria Eduarda, Sanio Jorge. 


NANOTECNOLOGIA

Esta Turminha apresentou o conceito de Nanotecnologia - a capacidade potencial de criar coisas a partir do mais pequeno, usando as técnicas e ferramentas que estão a ser desenvolvidas nos dias de hoje para colocar cada átomo e cada molécula no lugar desejado.  Abordou os desafios dos desenvolvimentos de novas tecnologias, incluindo questões sobre a toxidade e impactos ambientais dos nanomateriais, e os efeitos potenciais na economia global, assim como a especulação sobre cenários apocalípticos. Essas questões levaram ao debate entre grupos e governos a respeito de uma regulação sobre nanotecnologia.




A turminha: Pedro Iam, Lucas Alves, Mateus Selva, Vinícius Murta, Emerson Freitas, Lucas Sandres  


REDES SOCIAIS

Esta turminha falou sobre as redes sociais mais utilizadas atualmente e em que contribuem na transformação da sociedade: Facebook, Twitter, Tumblr, Youtube, Instagram. 


A Turminha: João Alberto, Isabelly Cristine, Inaê Fialho, Thaís Marques, Manuella Amlid.



SAÚDE POR UM MUNDO MELHOR: Álcool X Vida 

Esta turminha abordou a presença do álcool no cotidiano das pessoas, desde a mais ínfima idade. Mostrou que a indústria da bebida alcoólica enriquece os meios de comunicação do país." Uma indústria que prega em suas propagandas a impressão de que, para ter amigos, conquistar mulheres bonitas e viver bem em sociedade, é preciso beber. Logo, associa-se  o sucesso ao álcool.  Vende- se a ideia de que quem não bebe é impopular, e assim, todos os dias, mais e mais pessoas morrem nas estradas brasileiras, vítimas de acidentes, na maioria causados por condutores embriagados."


A Turminha contou com a colaboração da equipe Operação Lei Seca 

Em 19 de junho de 2008, foi aprovada a Lei 11.705, modificando o Código de Trânsito Brasileiro. Apelidada de "lei seca", proíbe o consumo da quantidade de bebida alcoólica superior a 0,1 mg de álcool por litro de ar expelido no exame do bafômetro (ou 2 dg de álcool por litro de sangue) por condutores de veículos, ficando o condutor transgressor sujeito à pena de multa, à suspensão da carteira de habilitação por 12 meses e até à pena de detenção, dependendo da concentração de álcool por litro de sangue.

                   
A equipe  Operação Lei Seca foi fundamental para o sucesso do trabalho, pois esteve disponível durante todo o evento, tirando diversas dúvidas sobre o teste do bafômetro e a nova lei de trânsito - Aplicações e consequências. 
                                    
A Turminha: Ronaldo Teles, Décio Júnior, Leonardo Kalim, Andressa Barbosa, Gabriela Lima, Arthur Marques





                                                           EVOLUÇÃO DOS TRANSPLANTES


Esta Turminha contou  a história da evolução dos transplantes, desde o primeiro transplante bem sucedido de órgãos que aconteceu em 1954, em Boston (EUA). Falou sobre o crescimento dos transplantes de órgãos no Brasil. Explicou como doar ou receber órgãos e ainda os benefícios para família do doador.  



A Turminha: Aismim Cordeiro, José Francisco, Yane Alves, Nathália  Grasielle, Maria Eduarda, Giselle Souza, Mariana Tavares

Feliz o homem que acha sabedoria,e o homem que adquire conhecimento;" 
Prov 3:13.                                                  

terça-feira, 23 de outubro de 2012


Assista aos vídeos do Contagem Regressiva, realizado neste domingo

Os 22 professores do Projeto Educação participaram do encontro.
As aulas foram divididas em 12 disciplinas.


Neste domingo (21), a Globo Nordeste realizou o Contagem Regressiva, um aulão para revisar os conteúdos do Enem e Vestibular. Os 22 professores do Projeto Educação participaram do encontro. Você pode assistir as aulas na íntegra clicando nos vídeos abaixo, separados por disciplina.

Para você

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Com nós ou conosco?

A expressão com nós é usada antes das palavras: mesmos, próprios, todos, outros e numerais.
Ex.: É preciso viver melhor com nós mesmos.
        Isso é com nós dois.

A palavra conosco é um pronome pessoal que pode ser usada em quaisquer situações que diferem ao "com nós":

Ela saiu conosco.

Disponível em http://www.recantodasletras.com.br

(Adaptada)

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Revisão - Morfologia - As Classes Gramaticais I


Na língua portuguesa, existem dez classes gramaticais. Destas, seis são variáveis e quatro, invariáveis. 

Variáveis

Substantivo
Artigo
Adjetivo
Numeral
Pronome
Verbo

Invariáveis

Advérbio
Preposição
Conjunção
Interjeição



1. SUBSTANTIVO
          Substantivo é a classe gramatical que nomeia os seres:
          Objetos: O avião chegou.
          Pessoas: João vai estudar.
          Lugares: Moro em Campinas.
          Sentimentos: O amor nos engrandece.
          Estados: Todos necessitam de alegria.
          Qualidades: A honestidade é essencial.
          Ações: A pescaria foi divertida.
          Fenômenos da natureza: Chuva é importante.

Classificação dos substantivos

          Comum: indica um nome comum a todos os seres da mesma espécie.
                Ex: casa, homem, cidade, rio.

          Coletivos: entre os substantivos comuns encontram-se os “Coletivos”, que, embora estejam no singular, indicam uma multiplicidade da mesma espécie.
                Ex: Boiada: muitos bois
                Cardume: muitos peixes
Ramalhete: muitas flores

          Próprio: é aquele que particulariza um ser da espécie (pessoas, cidades, estados, países, rios, nomes de animais domésticos e outros):
Ex: Marcelo, São Paulo, Brasil.

          Concreto: indica seres reais ou imaginários, de existência independente de outros seres.
Ex: Casa (ser real)   /  Bruxa (ser imaginário)

          Abstrato: indica seres dependentes de outros seres.
 Ex: ódio / trabalho     / solidão
   Esses seres existem em função de outros seres:
   - o ódio é sentido por alguém: sentimento;
   - o trabalho é realizado por alguém: ação;
   - a solidão é o estado em que alguém se encontra: estado.

Formação dos substantivos

          Primitivo: é aquele que dá origem a outras palavras.
Ex: pedra     /     terra
          Derivado: é aquele que se forma de outras palavras.
Ex: pedreira / terreno

          Simples: é aquele formado por um radical.
Ex: flor  /      maçã       /  couve

          Composto: é aquele formado por mais de um radical.
Ex: banana-maçã (composto de banana + maçã)
       couve-flor ( composto por couve + flor)

2. ARTIGO

É a palavra que se antepõe ao substantivo para determiná-lo.
O artigo se classifica em:
          Definido: é aquele usado para determinar o substantivo de forma definida (precisa): o, a, os, as.
Ex: O menino foi ao parque.
O menino específico.

          Indefinido: é aquele usado para determinar o substantivo de forma indefinida (vaga, imprecisa): um, uma, uns, umas.
Ex: Um menino foi ao parque.
(qualquer menino)

3. ADJETIVO

É a palavra que caracteriza o substantivo.
Exemplos:
O bom homem me ajudou.
A vizinha estava alegre.
        O cidadão brasileiro escolheu seu presidente.

Locução adjetiva

É uma expressão formada com mais de uma palavra e com valor de adjetivo.
Exemplos:
Sapatos sem meias.
Touca de bolinha.
Período da manhã.
Faixa de idade.

4. NUMERAL

É a palavra que se refere ao substantivo dando a idéia de número.
Exemplos:
Choveu durante quatro semanas.
O terceiro aluno da fila era o mais alto.
Comeu meia maçã.

Classificação do Numeral

De acordo com o que indica, o numeral pode ser:
          Cardinal: indica uma quantidade determinada de seres: um, dois...
          Ordinal: indica a ordem (posição) que o ser ocupa numa série: primeiro, segundo...
          Multiplicativo: expressa ideia de multiplicação, indicando quantas vezes a quantidade foi aumentada: dobro, triplo...
          Fracionário: expressa ideia de divisão, indicando em quantas partes a quantidade foi dividida: meio, terço...

5. PRONOME

É a palavra que substitui ou acompanha um substantivo, relacionando-o à pessoa do discurso.
Ex: Paulo sorriu. Finalmente as coisas tomavam o rumo que ele desejava.
Substituindo ou acompanhando o substantivo, o pronome indica a pessoa do discurso (pessoa gramatical):
          Eu (nós): primeira pessoa (a pessoa que fala)
          Tu (vós): segunda pessoa (a pessoa com quem se fala)
          Ele (a) (s): terceira pessoa (a pessoa de quem se fala)

Classificação do pronome

Pronomes Pessoais: substituem os substantivos, indicando as pessoas do discurso. São eles: retos, oblíquos e de tratamento.
          Pronomes pessoais do caso reto: eu, tu, ele (a), nós, vós, eles (as).
          Pronomes pessoais do caso oblíquo:
Me, mim, comigo
Te, ti, contigo
O, a, lhe, se, si, consigo
Nos, conosco
Vos, convosco
Os, as, lhes, se, si, consigo

Formas pronominais

Os pronomes o, a, os, as adquirem as seguintes formas:
Lo, la, los, las, quando associados a verbos terminados em r, s ou z:
Encontra(r) + o = encontrá-lo
Encontramo(s)  + o = encontramo-lo
Fe(z) + as = fê-las

No, na, nos, nas, quando associados a verbos terminados em som nasal:
Encontraram + o = encontraram-no
põe + as = põe-nas

Pronomes pessoais de tratamento

Os pronomes pessoais de tratamento representam a forma de se tratar as pessoas, trato cortês (cerimonioso) ou informal (íntimo). Os mais usados são:
Você: v.     Pessoas familiares, íntimas
Senhor, Senhora: Sr. Srª.  Pessoas com as quais se mantém um certo distanciamento respeitoso
Vossa Senhoria: V. Sª.  Pessoas de cerimônia, principalmente em textos escritos como correspondências comerciais, ofícios, requerimentos etc.
Vossa Excelência:  V. Exª.   Altas autoridades: presidente da República, senadores, deputados, embaixadores etc.
        Vossa Eminência:  V. Emª.   Cardeais
Vossa Alteza:  V. A.   Príncipes e duques

                Vossa Santidade:  V. S.  O Papa
                Vossa Reverendíssima:  V. Vermª.  Sacerdotes e religiosos em geral
                Vossa Paternidade:  V. P.   Superiores de ordens religiosas
                Vossa Magnificência:  V. Magª.  Reitores de universidades
                Vossa Majestade:  V. M.  Reis e rainhas

Pronomes demonstrativos

São palavras que indicam, no espaço ou no tempo, a posição de um ser em relação às pessoas do discurso.

Posição no espaço:
Este caderno é meu.
Este: indica que o caderno está próximo da pessoa que fala.
Esse caderno aí é teu.
Esse: indica que o caderno está próximo da pessoa que ouve.
Não sabemos de quem é aquele caderno lá.
Aquele: indica o caderno distante de ambas as pessoas.

                Posição no tempo
                Este ano está sendo bom para nós.
                Este: referindo-se ao ano presente
                Esse ano que passou foi razoável.
                Esse: referindo-se a um passado próximo
                 Aquele ano foi terrível para todos nós.
                Aquele: referindo-se a um passado distante.

Pronomes indefinidos

São palavras que se referem à 3ª pessoa do discurso, dando-lhe sentido vago (impreciso) ou expressando quantidade indeterminada.
Ex: Alguém está chegando. (Alguém refere-se à 3ª pessoa sem identificá-la).
Compareceram muitos pais à reunião. (Muitos refere-se à 3ª pessoa sem determinar o número exato).
Algum, alguma, alguns, algumas, algo
Nenhum, nenhuma, nenhuns, nenhumas, alguém
Todo, toda, todos, todas, nada
Muito, muita, muitos, muitas, ninguém
Pouco, pouca, poucos, poucas, tudo
Certo, certa, certos, certas, cada
                Outro, outra, outros, outras, outrem
                Quanto, quanta, quantos, quantas, quem
                Tanto, tanta, tantos, tantas, mais
                Vário, vária, vários, várias, menos
                Diverso, diversa, diversos, diversas, demais
                Um, uma, uns, umas
                Qual, quais
                Bastante, bastantes

Locuções Pronominais

São locuções pronominais indefinidas duas ou mais palavras que equivalem a um pronome indefinido.
Exemplos:
Apenas uma ou outra pessoa parava para ver o espetáculo.
Qualquer um poderá participar do concurso.

Algumas locuções pronominais indefinidas:
Cada qual
Cada um
Quem quer que seja
Seja quem for
Qualquer um
Todo aquele que
Tal e qual

Pronomes Interrogativos

São aqueles usados na formulação de uma pergunta direta ou indireta. Assim como os indefinidos, referem-se à 3ª pessoa do discurso:
Que dia é hoje? (interrogativa direta)
Diga-me que dia é hoje.(interrogativa indireta)
Quem fez isso? (interrogativa direta)
Não sei quem fez isso. (interrogativa indireta)
Pronomes Interrogativos:
Que, quem, qual (e variação), quanto ( e variação).

Pronome Substantivo e Pronome Adjetivo

Pronome Substantivo é aquele que substitui o substantivo ao qual se refere.
Pronome Adjetivo é aquele que acompanha o substantivo com o qual se relaciona.
Exemplo:           
Alguns alunos estudam o suficiente, outros (alunos) não.
Alguns = pronome adjetivo
Outros = pronome substantivo

Exercícios 



1. Indique a alternativa em que todos os substantivos são abstratos:
a) tempo – angústia – saudade – ausência – esperança– imagem;
b) angústia – sorriso – luz – ausência – esperança –inimizade;
c) inimigo – luz – esperança – espaço – tempo;
d) angústia – saudade – ausência – esperança – inimizade;
e) espaço – olhos – luz – lábios – ausência – esperança.

2. Assinale a opção que completa adequadamente as lacunas da frase seguinte:
Os pesquisadores e o Governo freqüentemente assumem posições distintas ante os problemas nacionais: _______________ se preocupam com a fundamentação científica, enquanto ____________ se guia mais pelos interesses políticos.

a) aqueles, este

b) esses, aquele

c) estes, esse

d) estes, aquele

e) aqueles, aquele


3. Assinale a alternativa que contenha substantivos, respectivamente,abstrato, concreto e concreto:

a) fada, fé, menino.

b) fé, fada, beijo.

c) beijo, fada, menino.

d) amor, pulo, menino.

e) menino, amor, pulo.


4. Assinale o item em que não é correto ler o numeral como vem indicado entre parênteses:
a – Pode-se dizer que no século IX (nono) o português já existia como língua falada.
b – Pigmalião reside na casa 22 (vinte e duas) do antigo Beco do Saco do Alferes, em Aparecida. 
c - Abram o livro, por favor, na página 201 (duzentos e um). 
d – O que procuras está no art. 10 (dez) do código que tens aí à mão.
e – O Papa Pio X (décimo), cuja morte teria sido apressada com o advento da Primeira Guerra Mundial, foi canonizado em 1954.



5. Analise as duas orações que seguem e atenda ao propósito de responder ao seguinte questionamento:
O prêmio foi entregue a um garoto.
Na biblioteca havia apenas 
um garoto estudando.
Quanto à classe morfológica, os termos em destaque possuem a mesma classificação? Justifique.






1.D, 2. A, 3.C, 4 B, 5. Não, pois na primeira oração trata-se de um artigo indefinido. E na segunda, um numeral cardinal.


 Disponível em 
colegioevangelicojaragua.pbworks.com
http://gramaticaelinguagem.blogspot.com.br
http://exercicios.brasilescola.com




segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Para você professor(a)





É porque confiamos em Deus:
 que levamos a sério  a arte de educar;
que não desistimos de nossa tão antiga missão: a  formação de pessoas melhores, mais conscientes de seus direitos e deveres; 
que sonhamos em ajudar as pessoas a alcançar colocações profissionais mais justas, a fim de inferir e interferir no mundo a sua volta;
que acreditamos na sala de aula como um lugar de alumbramentos ...


Parabéns!  Em algum lugar desse nosso pequeno  e vasto mundo, alguém se  lembrou de ti como Meu professor, Minha professora. Isso não tem preço!

Parabéns, Professores!


"Aquele que ensina esmere-se no fazê-lo.”

 Carta de Paulo aos Romanos 
 Capítulo 12
 Versículo 7 



"Educar é impregnar de sentido o que fazemos a cada instante!"
Paulo Freire


"Aos velhos e jovens professores, aos mestres de todos os tempos que foram agraciados pelos céus por essa missão tão digna e feliz. Ser professor é um privilégio. Ser professor é semear em terreno sempre fértil e se encantar com a colheita. Ser professor é ser condutor de almas e de sonhos, é lapidar diamantes"
Gabriel Chalita




                                             Tirei daqui